15/12/2017

As condições para “florescer”


As condições para “florescer” 
Uma planta, ao florescer, cumpre sua missão na vida. É preciso lembrar que a reprodução das plantas está ligada às flores e/ou aos frutos, ou seja sem florescimento a planta não deixa descendência. Para que uma planta floresça é preciso duas coisas: estar saudável e que o tempo seja o certo. 


No campo espiritual ocorre o mesmo: para a nossa vida espiritual “florescer” é preciso ter “saúde” e estar no “tempo” certo de Deus. Assim como a saúde da planta depende da qualidade da terra onde está enraizada, do acesso à água e à luz do sol, e também à sua capacidade de resistir aos inimigos (pragas e insetos), espiritualmente, precisamos de nutrição pela leitura bíblica, oração, e a presença do Espírito Santo. Não pode faltar a dependência de Deus para resistir aos ataques do inimigo (tentações).  Esse é meu desejo florescer onde Deus me plantou. 


Flores que nunca murcham
O primeiro presidente de Moçambique Independente “Samora Machel” se referia as crianças como “flores que nunca murcham”. 
Os miúdos têm um lugar especial no meu coração e no meu ministério. Entretanto, nesse último ano, com tanto trabalho no Instituto Bíblico, na associação social, na igreja, tudo isso somado às viagens a capital, e o doutoramento, não dediquei tempo suficiente às crianças. Eu estava frustrada com isso, e elas também. Mas Deus na sua infinita bondade, nos enviou uma voluntária (veio apenas por 4 meses) para nos ajudar. Eu a desafiei a me apoiar nessa fase difícil para mim. Assim temos tido um encontro por semana com as minhas crianças. Desse modo, os meus sábados se tornaram mais floridos, pois temos resgatado o investimento na vida dessas “flores que nunca murcham”. Reabrimos a minha garagem. Obrigada Taíse.  


  


Igreja do Pedaço. 
Esse é o nome de uma localidade cá na Beira: “Pedaço”. Fui visitar recentemente a Missão Baptista do Pedaço, e vi ali de facto, um pedacinho do Reino de Deus a ser implantado naquele lugar. A alegria foi ver uma pequena congregação dirigida por um dos nossos alunos, a florescer.  O templo singelo é de caniço e o telhado de zinco, mas, eu vi ali dentro a palavra de Deus sendo ensinada. Senti uma esperança tão grande ao ver Deus agir no meio daquela simplicidade. Uma escola dominical forte, com perguntas excelentes. Muito bom ver um aluno de primeiro ano a florescer onde foi plantado. Tão raro por aqui uma igreja que valoriza a escola Dominical. 

Resgatando espaços perdidos 
Todos quantos acompanham a minha vida através dessas crônicas, devem lembrar que a casa da missão onde eu vivo, por mais de duas décadas, é no primeiro andar. Fica num prédio onde vivem quatro outros moradores. É um prédio velho da época dos Portugueses, mas, gosto muito da localização e da vizinhança.
 
A casa debaixo da minha ficou abandonada por anos, e mais tarde foi invadida por um jovem que nos deu muita dor de cabeça. Quando o verdadeiro dono apareceu e vendeu a casa, pensamos que havíamos de descansar, mas o novo dono transformou o quintal num estacionamento de vans e por um longo tempo eu nem conseguia abrir minha própria garagem. O jardim foi destruído e as árvores todas arrancadas. Doeu!

Finalmente, a novela que se prolongou por anos, teve um novo capítulo. O homem faliu, se desfez dos seus carros e mudou-se. A casa foi vendida de novo. Novos vizinhos, novos começos. Assim, eu consegui reabrir minha garagem, e acreditem, o meu jardim vai florescer novamente. O espaço à frente da casa foi resgatado e com a ajuda do irmão André, um excelente jardineiro, e do nosso Deus que tem enviado chuva esses dias, a vida está voltando a dar flores. Reabrir a garagem para ensinar a palavra de Deus e fazer reforço escolar parece um sonho. Isso me deixou muito feliz. Deus é bom. Obrigada para aqueles que oraram.


  

Comparar o trabalho de Deus como uma plantação é recorrente na Bíblia. É o que almejo florescer e dar fruto, ou seja, cumprir o meu propósito na terra. Mas, é bom lembrar o que Paulo escreveu: “Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus...”. 1 Cor 3:6-9.


Quando é o tempo para comemorar?
A vitória e feita de muitas batalhas. Lutamos bravamente por um espaço junto ao conselho municipal da Beira no passado e nos foi atribuído um terreno perto da minha casa. Devido a favorecimento ilícito para familiares que trabalham na prefeitura, o processo foi se arrastando por dois anos. Quando retornei à Beira, depois de conversarmos com as mamas e nos aconselharmos com o Vereador, o director das obras públicas (que são irmãos na fé), decidimos voltar ao Presidente do Município. Partirmos para um plano “B” para evitar o desgaste de irmos ao tribunal.


Ele nos propôs um bairro em expansão. Por ser mais longe nós fizemos algumas exigências: que fosse o dobro do espaço, que ficasse perto do transporte público e não precisasse aterro. Assim, comemoramos a atribuição de novo documento. Comemoramos quando fomos ao espaço e vimos que tudo o quanto pedimos foi atendido. 

Mas será que já podemos comemorar?   Demos mais um passo e colocamos os marcos temporários à espera da limpeza do espaço para pôr marcos definitivos. Mas, a burocracia torna tudo muito lento. Ainda não tomamos posse definitiva do local. Isso foi prometido para semanas atrás, mas ainda não me sinto livre para celebrar. Estamos a viver um passo de cada vez. 
Assim conto com vossas orações para que nesse mês que ainda resta de 2017, tudo fique 100% resolvido para começarmos pela fé, as obras em 2018.  


Para terminar essa carta queria agradecer a todos quantos caminharam mais esse ano comigo nessa parceira de missões. Queria desejar um feliz natal e próspero ano novo a todos e queria fazer alguns pedidos de oração. 

  • Orem pela minha família no Brasil.
  • Orem pelos meus exames médicos de controle e que pela graça tudo saia bem.
  • Orem pelo progresso do doutoramento na fase de pesquisa de campo. 
  • Orem para que eu possa entender a vontade de Deus nas decisões do dia a dia.


Maura Juçá Manoel

Avatar
Publicado por Fernanda