11/09/2018

Contexto

“Quero trazer à memória o que me pode dar esperança” Lm. 3:21

Diante do atual cenário com o dólar passando da casa dos R$4.00 (prejudica muito o envio de remessas financeiras para o exterior, baixando nosso sustento de forma considerável) e de algumas instabilidades na nossa futura cidade, no norte de Moçambique (existem alguns ataques a aldeias acontecendo por motivos políticos), Deus nos visitou de uma formal especial em uma devocional no texto de Lamentações de Jeremias.



Entender o contexto no qual Jeremias escreveu se faz de suma importância. O profeta passava por um momento muito delicado em sua vida. O templo havia sido destruído e imagino eu que sua mente e coração da mesma forma. Muitas eram as adversidades a serem enfrentadas e mesmo assim percebemos Deus trabalhando em seu coração. Ele era conhecedor da história de seu povo, dos milagres e de tudo que outrora Deus fizera, e em meio a destruição, ele escreve “quero trazer ao coração, a memória, aquilo que me pode dar esperança”.

Esse é o desafio que Deus tem imputado em nossas mentes e corações: de sempre nos lembrarmos de como chegamos até aqui, de quantas dificuldades enfrentamos e vencemos todas, por que mesmo com derrotas aos nossos olhos sabemos que Deus nunca erra.

Uma grande novidade deste mês é sobre o Théo. Ele estava muito sozinho, tinha contato apenas conosco, cada vez que via alguém na rua acenava, sorria e fazia contato visual. No Brasil ele era acostumado com os primos, avós, tios e amigos. Começamos a sonhar, orar, pesquisar, fazer contas e a trabalhar para encontrarmos uma escola pra que ele pudesse se desenvolver e ter contato com outras crianças da mesma faixa etária.

Misericórdia divina é a melhor palavra pra definirmos o lugar que encontramos: agradável, cerca de 15 minutos de caminhada da nossa casa e com um preço, que colocando isso como prioridade, se encaixa em nosso orçamento. Nitidamente as atitudes dele mudaram, está mais independente, tem dormido e comido melhor e até se arriscando no inglês, balbuciando “cheese” (queijo), “this” (este), “ball” (bola). Deus é sensacional.

Estamos comemorando dois meses de África, muito felizes com tudo que temos vivido por aqui e cada vez mais certos que Deus nos convocou pra fazer parte do que Ele mesmo está fazendo.

Por favor continuem orando:

Nossa saúde (muita chuva, frio e vento desde que chegamos);
Pela queda do dólar;
Pela fidelidade de nossos parceiros espirituais e financeiros;
Por novos parceiros financeiros (Nosso sustento está abaixo do requerido);
Pela paz no norte de Moçambique;
Estudos do Jhonatan.

Que O Deus missionário continue cuidando de todos nós.



Com carinho e orações,

Família Nunes - Jhonatan, Ana e Théo

Avatar
Publicado por Fernanda