24/11/2017

Novembro Chuvoso

Betroka, 23 de novembro 2017


“...  O Senhor é minha Rocha e a minha fortaleza; o meu libertador. O Senhor é a minha força em quem eu confio...” ( Salmos 18:2) 
 
Durante minha caminhada com o Senhor, descobri que somos muito independentes para nos tornar dependentes. Somos muito autoconfiantes, autossuficientes. Pois, depender de alguém, poderia “ manchar minha reputação de solidez, firmeza” na vida e na fé.
 
O fato é, que nosso coração recusa a humilhar-se e reconhecer fragilidades, necessidades, etc. Orgulhosamente, meneamos nossa cerviz não aceitando nenhum julgo que nos fará dependentes de outros e “fracos” – pelo menos as olhos do mundo. Certamente também, não desejamos admitir, embora o proclamemos com a voz, mas neguemos com ações,  que alguém, infinitamente superior e glorioso à nós, nos conduza. Seria uma vergonha à dignidade humanista do século XXI. Porém, não é esse o convite do Evangelho?   Venham a mim, todos vós cansados e sobrecarregados e eu os aliviarei...”. Contrariando o orgulho do homem, o Senhor nos convida para dependermos dEle e, dEle somente.

O salmista, muitos anos antes de Cristo vir, compreendeu a necessidade de depender de Deus. Ele concluiu: Eu não sou nada. Eu não sou ninguém. O Senhor é! Ele aprendeu a depender e confiar no Senhor a ponto de declarar que apenas o Senhor é. “... O Senhor é minha Rocha e a minha fortaleza; o meu libertador. O Senhor  é a minha força em quem eu confio...” ( Salmos 18:2) 
 
Amados irmãos, esse é o primeiro passo que devemos tomar, em nossa vida cristã: Dependência . Depender de Deus somente, sabendo que nada é conseguido pela força ou habilidade humana, mas tudo provém do Senhor, que amorosamente, gratuitamente e generosamente se oferece para nos conduzir nos caminhos que Ele tem para nós.
 
Depender de alguém não é sempre fácil, pois fere nosso orgulho.  Contudo, esse é o convite do Senhor: “Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer” João 15.5.
Que possamos depender do Senhor!


Betroka e nós: Uma vida de dependência do Senhor
Ainda à muito a ser feito em Betroka. Centenas de milhares ainda permanecem totalmente em trevas espirituais, o nominalismo evangélico e sincretismo são crescentes. Todavia, pela graça de Deus, o Senhor tem continuamente aberto portas para falarmos do seu amor expresso em Jesus. Às vezes, os lugares são longínquos e perigosos; estradas pedregosas ou totalmente alagadas. Perigos de cobras nos matos e de ladrões nas montanhas. Todavia, o senhor tem nos livrado de todo o mal.

Queridos irmãos, em todas essas viagens que fizemos, que totalizam quase 7.000 Km (confirmados pelo hodômetro da moto), percorridos de Março de 2017 até hoje, o Senhor tem nos guardado e também protegido Jana e o Benício, que ficam em casa pela impossibilidade de estarem juntos. Até hoje, nada nos aconteceu, apenas algumas “dores-de-barriga” devido a água e a comida dos “ambanovohitry” (vilas situadas no interior das montanhas); e, sustos com cobras à espreita.
Apesar do cuidado paternal de nosso Pai Santo em todo esse tempo, experimentamos esse mês, muitas lutas. Obviamente todas elas usadas pelo Senhor para nosso crescimento espiritual e maturidade. Nosso telefone foi roubado, Jana perdeu o neném que estava esperando, tivemos inúmeras despesas extras não programadas, etc. Contudo, sabemos que o Senhor é fiel. Deus tem nos abençoado e usado pessoas para fazê-lo. Por isso, toda glória e honra e dignidade a Ele, o Deus da missão.


Em relação a nossa saúde, está tudo bem. O Benício tornou-se um verdadeiro exemplar de contextualização Bara. A grande maioria das palavras e frases que ele formula são em língua Bara. Suas reações e expressões são parecidas com as do povo Bara e sua comida preferida é a preferida do povo Bara: arroz/mandioca. Evidente que  ele fala palavras em português, mas não sem misturar uma ou outra expressão da língua Bara. Sabemos que ele irá aprender as duas línguas e portanto, não nos preocupamos. Até é bem engraçado de ver ele se expressando na língua local com tanta naturalidade.
 
Jana tem feito um excelente trabalho de mãe, esposa e missionária. Além das atividades cotidianas da casa, ela tem se envolvido diretamente em todos os ministérios e projetos que o Senhor nos deu. Apesar das minhas constantes  idas e vindas, Jana não perde a fé, nem reclama (as vezes, rsrs). Ultimamente, ela tem sido a que mais me incentiva a continuar indo para as vilas. Verdadeiramente, ela é a “auxiliadora idônea”.  Sempre cheia de fé, amor e paciência, diariamente afadiga-se em ensinar o Benício e cuidar de nós. Jana passa a maior parte do tempo com o Benício, que não desgruda um segundo da “Nãna”.

Com a chegada das chuvas, tememos um tanto a Malária. Um dos nossos amigos, um Bara convertido, ainda jovem (24 anos) perdeu seu filhinho de 1 ano para a malária. Entretanto, apesar da perda, foi lindo saber que apesar da fatalidade, ele não perdeu a fé. Mesmo sendo pressionado para voltar aos rituais tradicionais de sacrifício aos espíritos, ele não cedeu e disse: Orarei a Jesus. Ele é meu Senhor agora, bradou ele em sua vila.  Que fé vivida e verdadeira desse que antes se encontrava em trevas, mas agora é luz no Senhor.
Por isso pedimos oração. Muitos são ceifados por causa da malária. Que o Senhor tenha misericórdia desse povo.
 
Outra preocupação nossa é que nos meses de Novembro, Dezembro e Janeiro as estradas estão enlameadas, os rios transbordam por causa das intensas chuvas, o que faz muito difícil sair da vila. Assim, nosso pedido é que Deus nos guarde do mal para que não precisemos sair com urgência.

Atividades Missionárias & Filme Jesus
Durante o mês de Novembro, tivemos a oportunidade de visitar mais 4 vilas aonde o Filme Jesus ainda não havia sido visto.
 
Dentre elas, fomos até Andjiry, (que significa: acima das montanhas). Um lugar perigoso, pois é aonde os Malasos ( ladrões de gado) se escondem. Contudo, o Senhor nos livrou e nos deu a maravilhosa graça de podermos transmitir o filme Jesus para quase 200 pessoas.
Um dos líderes da vila nos disse: “- Pastor, nós oramos para os nossos antepassados ( ancestrais) vocês oram para Jesus. Todavia, em nossos dias as pessoas têm-se tornado cada dia mais más. Quem sabe, nós precisamos voltar para os caminhos de Deus...”
Que maravilhosa oportunidade de compartilhar sobre o único caminho para Zañahary ( Deus).
 
Já na vila de Apototys, sudoeste de Betroka ( + ou – 4 horas de moto) quase 500 pessoas vieram para assistir o filme Jesus.  Dessa vez usamos uma estratégia diferente. Primeiramente fomos ao mercado. Com a moto e uma caixa de som ligados, tocando músicas cristãs na língua e ritmos Bara, convidamos as pessoas para virem assistir a vida de Jesus e o testemunho de Jean Clode, um ex-malaso ( ladrão de gado). A noite, os trovões ribombavam no céu e os relâmpagos iluminavam a noite.  A Chuva era iminente. Contudo, não choveu. Já havíamos até cogitado de mudar o lugar ou cancelar o evento, mas, Deus parou a chuva para que aqueles que vieram pudessem ouvir de Jesus. Não é lindo ver o amor de Deus pelos perdidos? Não é lindo ver que o Senhor é quem deseja redimi-los e a Igreja é o meio pelo qual Deus levará Seu Evangelho aos confins da terra? Ah! que o Senhor desperte uma geração que O conhece e vá até os confins da terra.


Mobilização Missionária
O Senhor, o Deus missionário, o Senhor da seara, também nos deu a grande oportunidade de iniciar um projeto de mobilizaçãoo missionária em igrejas da região. Tivemos o privilegio de falar sobre missões em 4 Igrejas e da grande necessidade de a Igreja enganjar-se na tarefa confiada a nós de testemunhar de Cristo. 


Treinamentos

Tivemos dois treinamentos esse mês de Novembro: Agricultura a Maneira de Deus e Contadores de histórias. Ambos serão usados como estratégias de evangelismo.

Ministério Infantil
Retomamos as atividades do ministério infantil, o qual as crianças diariamente nas ruas nos perguntavam: - Jana, esse sábado irá ter?
Como estávamos envolvidos nos treinamentos dos evangelistas, tanto Jana como eu, tivemos que protelar a retomada do ministério infantil. Contudo, sábado passado, tivemos quase 100 crianças em nossa casa e na quart-feira quase 50 crianças na vila de Ambalafreira.
Na semana do Natal, queremos fazer uma surpresa para todas as crianças que vêm em nossa casa. Queremos oferecer um almoço de Natal. Algo simples, mas significativo na vida delas.
Por favor, continuem orando por essas crianças e pelo almoço com Jesus.


Rádio 

Ainda continuamos transmitindo diariamente as histórias pela radio. Tentamos colocar nossos histórias da Bíblia em uma rádio maior chamada AVEC, mas como são de uma certa denominação, eles não aceitaram que “protestantes” transmitissem “esse evangelho em histórias Bíblicas”. Obviamente foram muito cordiais, mas deixaram bem clara sua posição quando cobraram um preço absurdo para transmitir 10 minutos, dois dias por semana em horário comercial.
Contudo Deus não nos deixou sem chão. Em 2018, a Igreja Luterana irá inaugurar uma rádio na mesma cidade que essa radio que rejeitou as histórias. Uma rádio “protestante” e nós, poderemos transmitir as histórias em um preço acessível ( ainda não sabemos quanto). Oremos por provisão do Senhor e por portas abertas.


Bíblias & Bíblias em áudio
Distribuímos mais 50 Bíblias para pessoas pobres que não podem comprar. Ainda temos mais 25 Bíblias para serem levadas à vila de ambatomanga, onde, por causa do testemunho de conversão do ex-ladrão de gado Jean Clode, quase 200 pessoas se renderam a Jesus e estão firmes seguindo ao Mestre.
 
Também distribuímos 50 Bíbilas em áudio para o trabalho evangelístico. Os 50 evantelistas e professores de Escola Dominical da Igreja Evangélica Luterana, foram contemplados. Dentro foram colocadas 30 histórias Bíblicas, 12 testemunho de Baras convertidos a Jesus, O filme Jesus em áudio, o Evangelho de Lucas, 3 Salmos e 4 pregações  Evangelisticas do Pastor Tomeoira.
Todos eles carregam essas bíblias-audio no bolso e tem sido uma grande ferramenta de evangelização.
Um testemunho: Um evangelista levou a Bíblia em áudio na cadeia de Betroka (onde existem muitos baras presos). Alguns pediram para terem as histórias. Eles nos deram os cartões de memória que eles possuíam para podermos gravar as histórias para eles poderem ouvir. Assim, os internos do presídio, estão também ouvindo, mesmo que indiretamente o evangelho de Jesus.
(caso queira doar alguma Bíblia em áudio, entre em contato conosco)


Projeto Missões / Um despertar
Estamos escrevendo um pequeno estudo para ser publicado na língua local com a visão de auxiliar pastores e lideres no entendimento e estudo de missões. Junto a Ana, uma missionária australiana que está a mais de 20 anos em Madagascar, pretendemos escrever um livreto, simples e educativo para ser aprendido, ensinado e praticado. Nosso desejo é mobilizar e compartilhar sobre missões com a igreja local . Ore por esse projeto, para que a Igreja malagasy esteja cheia de amor pelo Senhor e tenha um coração missionário.

Louvores & Agradecimentos
Expressamos aqui toda nossa gratidão Senhor pelo seu grande amor e providência. Que muitas orações de ação de graças sejam feitas ao nosso Glorioso Deus, que sustenta, supre, conduz , guarda e nos abençoa. A Ele toda glória, força, domínio, poder, dignidade, majestade e honra.
Como o hino do antigo diz: “A DEUS TODA A GlÓRIA”.
 
Expressamos também nossa profunda gratidão a todos que colaboram com o ministério que o Senhor nos deu. Obrigado pelas orações, inúmeras mensagens através das mídias sociais, e a generosidade de muitos corações que contribuírem sistematicamente conosco. Deus os abençoe e faça resplandecer o Seu rosto sobre cada um de vocês. Muito Obrigado.

Pedidos de Oração
Conversão de Malasos ( Ladroes de Gado). Quando um deles se converte há um impacto muito grande na vidas de muitos Baras. Porque eles conhecem o poder envolvido nas feitiçarias. Então para alguém abandonar tudo isso, é porque de fato, ele encontrou algo muito superior que o transformou.
 
Pelo Projeto Cooperadores. Temos várias frentes ministeriais ( crianças, radio, filme Jesus, treinamentos, projeto histórias, mobilização missionária, Compra de bicicletas, Bíblias em áudio, Biblias, etc). Que Deus use todas essas estratégias para alcançar o povo Bara com o Evangelho e transformá-los. Oramos também pela provisão do Senhor para o ano de 2018 para que possamos continuar exercendo todos os ministérios.
 
Pelos Vistos de permanência no país. Todos os anos gastamos quase 3 mil reais em vistos e licenças para trabalho missionário. Orem irmãos para que possamos receber um visto de 3 anos. Muitos outros conseguem, mas nós, todos os anos nos afadigamos com esses pesados encargos.

Louvamos ao Senhor pela vida de cada um e igreja! Um grande abraço, com amor
Família Basso


Para ver mais fotos, clique aqui.

Caso queria começar contribuir financeiramente entre em contato conosco por email ou clique aqui.

Avatar
Publicado por Fernanda