05/06/2017

“Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus..."

Santana de Parnaíba, maio de 2017

“Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida” Tiago 1:5

Escolhemos o verso acima, para frequentar as nossas cartas durante este ano. Certamente este verso, se aplica a qualquer cristão em qualquer época ou em qualquer lugar de nosso mundo. Porém é muito importante notar-se, que apesar de o verso acima, ser uma grande demonstração da graça e do amor de Deus para conosco, o cumprimento de tal promessa está
condicionada ao: “se, porém, algum de vós necessita de sabedoria…” Ou seja, isto só vai funcionar, se qualquer um de nós, reconhecer a sua própria necessidade de sabedoria, e então, ato contínuo, pedir. Da parte de Deus, Ele não somente promete dar o que necessitamos, como também promete não agir, de forma inapropriada, ou seja, lançando sobre nós algum impropério, ou palavras injuriosas contra nós, ou seja, Ele nunca nos chamará de “bobinhos” ou de qualquer outra coisa semelhante, devido à nossa falta de sabedoria em determinadas situações ou assuntos. E é exatamente por causa deste ensinamento, que nós queremos declarar a nossa dependência de Deus e de sua sabedoria, nas mais diversas situações que já tivemos e que ainda vamos ter neste ano de 2017.

Os meses de abril e maio foram bastante cheios de atividades, todas elas muito produtivas em todos os aspectos.

Na primeira parte de abril, participamos de reuniões, juntamente com várias organizações evangélicas que trabalham com refugiados que estão chegando ao Brasil. Refugiados e imigrantes que vêm ao nosso país muitas vezes trazidos por estas organizações, devido à situação de alto risco que enfrentam em seus países de origem. Estas organizações resolveram
criar uma rede com a finalidade de juntar esforços para atender a esta enorme demanda. Nós do Ministério Diáspora estávamos presentes, devido à afinidade de propósitos. A rede que foi criada também já designou vários grupos de trabalhos e no final do mês de julho estaremos reunidos novamente.

Na segunda parte de abril e princípio de maio nós estivemos nos Estados Unidos. Tivemos a boa oportunidade de visitar nosso filho e nora, e assim desfrutar uma vez mais da vida de familia. Logo depois participamos de várias reuniões referentes ao Movimento Três Ondas, finalizando com uma consulta, chamada de Consulta Amazônica. Durante os dias ali, ouvimos testemunhos abençoadores de irmãos de muitos países da América do Sul. Por exemplo, a Rede de Líderes Indígenas Evangélicos da Colômbia - RELIEC, estão em processo de organizar em outubro deste ano seu primeiro congresso. Eles orçaram o evento em 40 mil dólares, para que mais ou menos 400 líderes indígenas de diversas regiões da Colombia, possam vir e participar do congresso. Deste montante, a RELIEC irá providenciar 27 mil dólares, que serão as viagens e os deslocamentos necessários. Nunca houve nada igual naquele país e certamente isto será um marco do movimento indígena evangélico daquele país.

A viagem de volta dos Estados Unidos foi de uma certa maneira com uma dose extra de emoção, pois os dois vôos que fizemos para chegar ao Brasil, tiveram problemas técnicos. Porém o vôo que iria nos trazer para o Brasil, já estava em processo de decolagem, momento em que Eliane orava por segurança na viagem, a decolagem foi abortada com uma forte freada, segundo
o piloto, porque a tela de navegação havia se apagado. Outro avião teve que ser providenciado para que o vôo pudesse ser realizado. No entanto chegamos em segurança.

Voltamos ao Brasil, e na semana seguinte estávamos participando das conferencias missionárias do SBPV. Este também foi um tempo muito precioso, com os alunos daquela escola, onde diversos desafios missionários foram apresentados. Tivemos a oportunidade de pregar em três reuniões durante a conferencia, bem como a oportunidade de interagir com os estudantes. O
SBPV tem sido um celeiro de missionários, para uma grande diversidade de campos e de trabalhos.

Durante o período que estávamos viajando, soubemos que a minha mãe tinha sofrido um AVC, com algumas pequenas sequelas como problemas com a visão e da fala, que somadas às dificuldades que ela já tinha por causa da fratura do fêmur, a deixaram um pouco mais débil. Devido a esta situação nós deveremos viajar para Joinville uma vez mais a fim de ajudar com o cuidado dela.

Como podem ver, nós necessitamos de sabedoria para muitas coisas que estão à nossa frente, por isto pedimos suas orações, para que o Senhor nos dirija em tudo.
Deus os abençoe grandemente!

Agradecimentos:
Pela boa saúde e proteção em tantos deslocamentos, providenciados pelo nosso bom Pai;
Pelo suprimento de nossas necessidades espirituais e materiais, sempre renovadas;
Pela provisão financeira sempre suprida para as mais variadas necessidades.

Pedidos de Oração:
Pelas muitas responsabilidades que temos diante de nós neste ano. Nós aceitamos a responsabilidade de supervisionar o pessoal da Alteco na América do Sul o que aumentará um pouco as nossas viagens;
Por sabedoria em realizar o que vier às nossas mãos para ser feito;
Pelos desafios do Ministério Diáspora e os planos que temos para o futuro proóximo.

Enoque e Eliane de Faria

Avatar
Publicado por Fernanda