““... Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro...””

Apocalipse 7: 9

Esta é a visão final, não é? Estar diante do trono do Cordeiro em culto de adoração junto com povos de todo o mundo. Em 1895 Deus deu a Peter Cameron Scott, fundador da MIAF, uma tarefa específica como parte dessa visão – o chamado para compartilhar o evangelho com os povos do interior da Áfica. Um chamado que ainda permanece.

Africa estatística

Hoje, os lugares onde o evangelho ainda está criando raízes não são tão geográficos como são culturais e ideológicos. Dentro das fronteiras de qualquer país africano, a Igreja pode estar viva e bem entre um determinado povo e inexistente entre outro. Nas nações africanas onde o Islã é dominante, o cristianismo muitas vezes não é bem-vindo. Devido a estas barreiras, cerca de 1000 dos 3700 grupos de diferentes etnias da África, a maioria deles islâmica, ainda não foram alcançados, e não têm qualquer testemunho viável do evangelho.

Em 1 Coríntios 13:13 Paulo afirma, “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.” Conhecemos Cristo e seu amor que nos atrai para buscar uma relação cada vez mais profunda com Ele e um conhecimento cada vez mais profundo da sua palavra e dos seus caminhos. Sabemos que seu amor é que nos constrange a ir até aqueles que ainda precisam ouvir sobre a vida, a paz e a esperança que se encontra nele. É o amor de Cristo que ansiamos em compartilhar com os povos não alçados da África, um amor que vai alcançar muitos ao conhecimento da salvação de nosso Senhor.

Africa Graphic

Não Engajado: Um povo não engajado é aquele onde não há nenhum esforço de plantação de igreja acontecendo.

Não Alcançado: Um povo onde ainda não há comunidade nativa de cristãos com número adequado e recursos para evangelizar tal povo. Missiólogos definem esse percentual como menos de 2% do total do povo (Joshua Project).

Engajado: Um povo não alcançado é engajado quando se encontram os elementos a seguir: 1. Um esforço de implantação de uma igreja pioneira 2. Um compromisso em trabalhar no idioma e cultura local 3. Um compromisso de ministério de longo-prazo 4. Um compromisso em trabalhar para a criação de um movimento de implantação de igrejas.

Em fé

É na fé que nos apoiamos para concluir a tarefa que nos foi dada. Nós reconhecemos que não é algo que podemos alcançar com nossa própria força, mas estamos pedindo e confiando no Senhor que está à frente de tudo.

Reconhecendo a nossa confiança em  Deus, e através de Sua graça e de sua parceria, nos próximos cinco anos, nós nos comprometemos de coração a envolver 20 novos grupos de povos não alcançados e completar a tarefa de plantação de igrejas entre os mais de 20 grupos entre os quais já estamos trabalhando.

Além disso, nossa visão é a de preparar 40 novas equipes para atingir a diáspora Africana – Africanos residentes no exterior. Oramos e trabalhamos para ver as nossas parcerias com as igrejas africanas levar à mobilização dos trabalhadores africanos para alcançar os não alcançados, que irão trabalhar ao nosso lado e, eventualmente, assumir esta tarefa. Vamos continuar a fortalecer igrejas africanas equipando seus líderes e continuamente focando nossa prioridade em: Jesus Cristo, Sua glória, Sua igreja, e Sua graça.

Nossa Resposta

  • Oração

    Reconhecendo a importância da unidade em oração e da prioridade máxima desta na batalha espiritual, vamos abraçar a oração diária.
    Descubra como você pode fazer parceria em oração

  • Aumentando a Força da Colheita

    Vamos redobrar nossos esforços para recrutar o suporte necessário de pessoal para os escritórios regionais, novos líderes de time e outras posições chaves, bem como continuaremos buscando líderes africanos e sua influência junto a organização.
    Saiba mais sobre oportunidades de servir entre os povos da África

  • Valorizando a unidade do corpo

    Todos os membros do corpo de Cristo são preciosos, membros de Longo Prazo, Curto Prazo, linha de frente, ministérios de suporte, regiões mobilizadoras e receptoras, trabalharão juntas em dependência uma das outras.
    Saiba mais sobre a perspectiva Sul Americana

Em Esperança

Nossa esperança de ver novos discípulos e igrejas plantadas entre os povos não alcançados na África baseia-se em nada menos do que o chamado de Jesus: “Ide e fazei discípulos de todas as nações...” e a garantia que ele nos dá é que "Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra” (Mateus 28:18-20).

Enquanto estamos no 'ide', vamos procurar por Sua graça, orientação, força e pela sabedoria que precisamos para ver sua ordem se cumprir.

Nossa esperança e visão para os próximos cinco anos inclui mais equipes de trabalhadores vivendo entre os povos não alcançados, demonstrando Cristo no seu dia-a-dia e compartilhando o evangelho.

É para ver novas igrejas plantadas e igrejas existentes crescerem em conhecimento e profundidade de compreensão, produzindo discípulos para fazer discípulos, missionários e novos líderes com a esperança da glória e do poder do Espírito Santo.

 

Ao Interior

A história da MIAF tem sido caracterizada por esforços para chegar aos povos não alcançados da África. Em 1895, este era o ‘campo’ na África, o interior do continente onde não havia testemunho do evangelho e nenhuma igreja.

Desde então, o Senhor soberanamente estabeleu muitas igrejas na África entre os povos do ‘interior’.

Ao comemorar o que ele tem feito ao longo dos últimos 120 anos, o nosso objetivo atual permanece o mesmo – ir aos lugares difíceis, para os ‘novos interiores’ onde não existe igreja... até os confins da terra.

Nosso chamado significa que há uma " tarefa em forma de Deus" antes de nós – uma tarefa que nasceu da nossa história, uma tarefa enraizada nas escrituras e uma tarefa que precisa do seu apoio.

Assista ao vídeo...

Nosso Chamado Original...

A Missão para o Interior da África teve seu início com o trabalho de Peter Cameron Scott. Em outubro de 1895, a primeira equipe missionária chegou a costa Oeste da África e definiu sua visão ao "interior", movendo-se continente a dentro, onde muitos povos africanos continuavam não alcançados pela mensagem do Evangelho.

Nosso novo "Interior"

Depois de 120 anos, a Missão para o Interior da África permanece fiel ao seu chamado original, focando sua visão nos povos que permanecem não alcançados, onde quer que eles estejam vivendo - da África Central às cidades da América do Sul.

Faça o download do Folder da Visão 2020

Nós criamos este infográfico para ajudar a visualizar e explicar as principais áreas da visão de AIM nos próximos cinco anos. Você pode baixar um PDF aqui