30/08/2016

OS TEUS OLHOS ME VIRAM... Salmo 139

E a história começou assim... o casal era muito jovem, e gerou uma criança que estava fora dos planos. As duas famílias que antes eram tão próximas tornaram-se quase inimigas. A menina, fruto desse relacionamento, foi criada pelos avós maternos nunca teve muito contacto com o pai biológico. Normalmente, na tribo sena os filhos são encarados como bênçãos e pertencem a família do homem, entretanto, aquela criança tinha nascido, como eles dizem por aqui “de uma brincadeira”. Não havia nenhum compromisso oficial entre as duas famílias quanto a um futuro casamento e por isso o jovem não assumiu. Os avós eram meus alunos naquela época, A família foi encorajada a não praticar o aborto, tão comum por aqui para eliminar a gravidez indesejada. A menina nasceu e agora dezenove anos após, batia a minha porta e se apresentou com a neta daquele casal, que eu tinha sentado nas nossas carteiras do Instituto bíblico.

A miúda recebeu o nome de Jéssica. Ela tinha se tornado uma modista. Aprendera com o avô a arte de costurar e transformar as capulanas em lindos vestidos. Ela já estava no último ano do nível secundário e nada lhe tinha faltado ao longo dos anos, a não ser a presença do seu pai biológico. Mas, segundo as suas próprias palavras, ela tinha tido outros três pais: o avô, que a criou, o padrasto, que embora morasse longe, noutra cidade, com sua mãe e suas duas irmãs, sempre se preocupou em ajudar com algumas despesas, e o terceiro pai, ela considerava aquele missionário que lhe tinha dado o nome. Dar o nome a alguém, por aqui, cria laços indissolúveis.

Ela contou-me que recordava os primeiros dias da sua infância onde aquele casal de missionários a cercou de tantos carinhos. Quando eles se foram até pensaram em levá-la com eles, mas a vó, certamente negou.

Ela crescera, se tornara uma linda jovem e agora na minha sala de estar abria o seu coração como se me conhecesse a muito. Descortinava a sua alma, falando dos seus sentimentos, das suas mágoas, das suas crenças. Ela foi direto ao ponto:
“Será que você podia ser uma espécie de madrinha para mim? Quando eu nasci fui cuidada por missionários, e eu queria resgatar isso. Eu me converti na igreja Baptista e estou a me preparar para baptizar no próximo mês, mas, queria alguém que me aconselhasse e me ajudasse a crescer ”.

Foi muito difícil controlar as minhas lágrimas. Mesmo sem usar as palavras certas, ela estava a pedir se eu podia discipulá-la. Pensei nos tantos jovens da igreja que temos encorajado, e o quanto gostaríamos de poder discípulá-los mas nunca tivemos um “sim, estou disposto”.. Quantos jovens que são apenas cristãos nominais, que dançam e cantam bem, mas não expressam um compromisso sério com Jesus.

Quando a conversa avançou e falamos sobre os seus pais ela falou de como se sentia abandonada e por vezes até culpada. Ela questionou: “Por que nasci? Eu fui um erro. Talvez se eu não tivesse nascido, meus pais teriam continuado o namoro, teriam amadurecido mais e poderiam estar juntos até hoje. A culpa é minha”.

E ali, na primeira conversa, sem plano, sem roteiro, ouvi, aconselhei, e juntas abrimos o salmo 139:15-16

“Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia”.

A medida que liamos e comentávamos cada verso, o belo rosto da menina ficou molhado de lágrimas. Acho que ela primeira vez na sua vida ela está a ver sua história num outro ângulo. Ela não era um descuido da natureza, um erro do destino, uma mera consequência de um acto impensado de dois jovens. Ela era alguém que Deus amava e tinha.

E a história continua assim.... Cada semana temos encontrado, para compartilhar a fé. Meu alvo é ajudá-la a crescer até que se forme nela o carácter de Cristo. Isso é discipulado. Isso é missões.

Como um jovem pode impactar o mundo?
O mês de Agosto foi marcado também pela oportunidade de participar numa conferência de Jovens da Igreja do Evangelho Completo de Deus.

Como um jovem pode impactar o mundo? Esse foi o tema que os jovens escolheram para o ensino. Tem razão, pois se o “evangelho é completo” precisa impactar o mundo. Trabalhamos durante algumas horas sobre algumas lições dentro do livro de Daniel. Sai muito encorajada do evento. Ensinar é bom, mas ensinar a Bíblia é ainda melhor. É muito gratificante quando a gente consegue perceber no rosto das pessoas que a palavra está a penetrar.

Minha oração é que aqueles mais de cem jovens que ouviram a palavra possam aplicar os ensinamentos do livro de Daniel e de fato possam impactar o mundo.

Tempo do Devocional


O trabalho da nossa associação de mulheres continua, como dizemos por aqui: “Pangono pangono”. (pouco aos poucos). Tem dia que vem muitas mulheres, outros dias vem quatro ou cinco. Mas vamos em frente com as aulas do artesanato e com os devocionais.

O mês de Setembro teremos a vista de um casal de Brasileiros e a expectativa é que a irmã Marlene que vem nos visitar, possa encorajar as mulheres e enriquece-las com seus dons.

O casal estará também conhecendo o trabalho do nosso Instituto Biblico e o trabalho da igreja e das crianças. Orem por eles, desde já para que viajem bem e passam ser benção e possam ser abençoados naquelas duas semanas de visita.
Orestes e Marlene Greiner.

Finalmente uma trégua
A conferência das mulheres está a chegar. No mês de Setembro teremos um encontro
nacional das mulheres da igreja com a qual eu coopero. Agradecia que orassem por segurança nas estradas para que as mulheres possam viajar das outras Provincias até à Beira.

Ontem, finalmente, depois de quatro anos de conflitos militares, foi anunciado uma “trégua”, um cessar fogo temporário para que os membros da comissão de mediadores internacionais possam se dirigir as matas para conversas com o líder da oposição. Existem grande expectativa nesses próximos encontros.

Enquanto se aguarda um tão esperado frente a frente entre o líder da oposição e o Presidente da República, passos vão sendo dados em termos de negociações prévias. Continuem a orar por Moçambique. Não queremos apenas uma trégua temporária, mas sim, um calar definitivo das armas. QUEREMOS A PAZ !

Enquanto isso no Instituto Bíblico...


Estou a ensinar Didáctica (como ensinar de forma dinâmica) e Antropologia Cultural e missionária. Vivemos cada dia num exercício de ensino, reflexão, com essas duas disciplinas muito preciosas. Ajudar os alunos a reflectir sobre a sua própria cultura, procurando valorizar os pontos positivos e confrontar os costumes e crenças africanas com a Palavra de Deus é realmente sublime. Orem por mim e pelos alunos.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:
Ai vai um desafio. Sete dias numa semana, sete pedidos de oração. Interceda por nós e pelo ministério em Moçambique.

  1. Ainda continuamos sem uma resposta definitiva da prefeitura sobre o nosso terreno solicitado. Processo continua no departamento jurídico a espera de decisão.
  2. Orar pelo meu documento de residência permanente. O processo foi aprovado em Novembro do ano passado mas infelizmente quando veio, havia erros e por isso voltou novamente a capital. Mensalmente passo a Imigração e até agora nada.
  3. Orar pela conferência das mulheres que será de 15 a 18 de Setembro. Especialmente por segurança nas estradas.
  4. Orar pelo casal que vou receber em setembro: Orestes e Marlene.
  5. Orar para que eu continue saudável.
  6. Orar pela minha viagem a Maputo no fim de setembro para uma conferência e também investigação sobre a possibilidade de publicação de literatura por demanda. Meu desejo é continuar investindo na publicação de livros, e fazer isso dentro de Moçambique seria mais prático.
  7. Orar pela paz em Moçambique.

Deus abençoe a todos. Eu agradeço mais uma vez pela fidelidade daqueles que tem me  apoiado com suas orações e suas ofertas. Deus seja louvado. Em breve, se Deus permitir, estarei no Brasil (fim de Novembro), e ai poderemos conversar face a face.

Maura.

Avatar
Publicado por Fernanda