05/05/2021

CONTINUE FAZENDO PLANOS

“Assim, minha esperança foi renovada naquela manhã, por compreender que devo naturalmente continuar fazendo planos de ir para África e anunciar Cristo Jesus.”



Graça e paz, espero em Deus,que você e sua família estejam bem e seguros nestes dias.

O mês de março foi difícil para mim com relação a alguns problemas de saúde, porém em tudo tenho experimentado a alegria de pertencer a um Deus tão bom!

E é para a glória de Deus que testemunho aos irmãos que mesmo em meio a dificuldades eu consegui concluir algumas metas de estudo e finalizei alguns cursos ao longo dos últimos dois meses, os quais não apenas são necessários para o trabalho que buscamos desenvolver, mas ainda serviram para o crescimento pessoal e espiritual.

Acredito que concordamos que a vida cristã é um aprendizado constante e que devemos seguir caminhando pela graça de Deus, mesmo nos dias difíceis. Ainda assim, recentemente, durante a minha rotina de estudos, lendo o livro Solteiros, mas não solitários, organizado por Antônia L. Van Der Meer e Rúbia M. Moreira fui profundamente constrangida por um testemunho.

O capítulo 15, conta a história do casal Larry e Lois Dodds, que dedicaram suas vidas servindo ao Rei dos reis. É Lois, quem testemunha acerca da vida em família e ministerial que viveram para glória de Deus. Entre idas e vindas missionárias, ela narra como seu esposo foi diagnosticado com três doenças terminais. Ela ainda escreveu sobre a perseverança e fé dele, que quando questionado sobre a fidelidade de Deus que permitiu tamanho sofrimento a ele um homem tão “bom”, sempre respondia: “Por que não comigo?”.

Com o passar dos anos e o avanço da doença degenerativa, Larry perdeu os movimentos do pescoço para baixo, mas ainda assim, continuou lecionando e fazendo uso de sua boa voz. Passadas três décadas de alegria em meio ao sofrimento, ele faleceu e sua esposa descreveu seus sentimentos: “Larry morreu inesperada e rapidamente [...]. Fiquei atordoada, tínhamos planos!”.

Confesso que ao ler estas palavras, fiz uma longa pausa... emocionada questionei: Como? Como eles tinham forças ou coragem para continuar fazendo planos? O homem perdeu quase todos os movimentos, tinha três doenças terminais e eles faziam planos? Talvez, muitos de nós nos entregaríamos por bem menos, mas eles tinham planos.

Nesta hora, o Espírito Santo trouxe a minha memória: “É da natureza humana fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor. Ainda que as pessoas se considerem puras, o Senhor examina as intenções de cada um. Confie ao Senhor tudo que você faz, e seus planos serão bem-sucedidos.” (Provérbios 16:1-3 NVT).

Assim, minha esperança foi renovada naquela manhã, por compreender que devo naturalmente continuar fazendo planos de ir para África e anunciar Cristo Jesus entre aqueles que ainda não o conhecem. E devo continuar fazendo planos mesmo e principalmente em meio as más notícias. Devo seguir confiando no Senhor, que responde as minhas necessidades, avaliando e alinhando as intenções do meu coração a Sua perfeita vontade.

Hoje, eu compartilho este aprendizado, na expectativa de encorajar você e sua família, a terem coragem, temor, perseverança, ousadia e amor pela vida e pela obra de Deus. Semelhantemente ao Larry e a sua esposa Lois, continuem fazendo planos, sigam caminhando, sonhando e realizando a vontade do Senhor Jesus até que Ele venha!

E andando segundo a vontade do Deus que nos chamou eu convido você a orar comigo e por mim. Agradeça a Deus pela minha recuperação e boa saúde. Peça pela minha vida espiritual, emocional e social.

Ore pelo sustento do nosso trabalho missionário, agradeça a Deus em fé pela Sua provisão e peça a Ele para que durante a busca por novos parceiros eu encontre pessoas e igrejas que continuam confiando no Senhor e consagrando o trabalho de suas mãos a Ele, tendo a alegria e a ousadia de contribuir financeiramente em favor da pregação do Evangelho.

Ore por Moçambique, principalmente pela região norte do país que vive em meio a uma cruel guerra, que ganhou força nos últimos dias devido a recentes ataques. Peça pelos refugiados que tem saído de suas casas e mudado para as cidades maiores, muitas vezes sem quase nada na esperança de fugir da violência. Ore para que em meio as fugas e a luta diária para sobreviver, eles encontrem o Caminho, a Verdade e a Vida.

Ore pela segurança dos nossos missionários que estão em Pemba, para que tenham força e coragem na pregação do Evangelho. Peça também pelo processo de visto, atualmente, os portões estão fechados para vistos na região. Ore por novas estratégias e para que eu e o restante de nossa equipe consiga entrar no país e assim, compartilhar a boa notícia de Cristo entre o povo Mwani, que segundo informações da ONU são cerca de 60% dos refugiados.

Avatar
Publicado por Paulo